Arquivo mensal: janeiro 2013

Pulseiras

Padrão

Como eu tenho investido muito no aprendizado em mdf, as outras formas de artesanato ainda estão distantes. Sem dúvida eu pretendo ampliar esse universo, mas por enquanto minha dedicação vai para as peças em mdf. No entanto, um dia eu resolvi tentar fazer duas pulseiras para ver no que dava. Comprei material e fiz as duas da foto abaixo. A imagem não está boa, mas acho que é possível perceber que são uma corujinha e uma caveira. Cheguei até a vender a caveirinha, mas a cliente teve uma crise alérgica. A corujinha foi dada de presente.

Bom, quero a opinião de vocês sobre estes dois trabalhos. Será que posso dar continuidade à criação de pulseiras? Dentro de pouco tempo vou fazer nos estilos shambala e macramê. Vamos ver se saem bonitas!

Pulseiras Caveira e Coruja

Camiseta com hidromiçangas

Padrão

O artesanato é infinito em suas possibilidades criativas e em técnicas. Como essa semana eu não tive tempo para assistir programas, pesquisar na internet, ou mesmo produzir uma peça, o Ateliê ficou sem atualização. Apenas coloquei a minha parceria com a Condor (muito importante, por sinal!).

hidroEntão, neste domingo (20), resolvi entrar na página do programa Arte Brasil, que já indiquei no link Sites Recomendados, e encontrei a aula do artesão Mauro Tavares. Eu gosto muito dos trabalhos de Mauro, principalmente as caixas em mdf. Mas o que me chamou atenção foi o produto chamado hidromiçanga, que eu não conhecia. Mauro aplica em uma camiseta, mas é possível utilizá-lo em materiais como eva, vidro e mdf, por exemplo, o que já despertou meu interesse em procurar pelo produto para fazer meus trabalhos e até mesmo fazer algo em tecido. Creio que não seja  difícil encontrar, mas vou checar nas lojas e depois digo para vocês. Caso vocês saibam onde vende, me avisem!

A hidromiçanga, como o nome diz, é uma tinta à base de água que vem em bisnagas com o bico aplicador. Depois de seco dá o efeito de miçangas. Bom, assistam ao vídeo com a aula de Mauro Tavares e se gostarem é uma dica para dar de presente, vender, usar, etc.

O vídeo que vi está no site do programa Arte Brasil aqui, já que não tive como pegar o link para inserir. Abaixo eu ofereço outra aula com a mesma técnica, também com Mauro Tavares.

Parceria com a Condor

Padrão

Fiquei muito feliz quando soube que a Condor aceitou meu pedido de parceria. A empresa foi e continua sendo muito importante para a minha formação. Artistas como Augusto Aguirras, Mauro Martins, Ana Maria Guimarães, Márcia Betschart, entre outros, foram preciosos para que eu aprendesse algumas técnicas e pudesse fazer telas e caixas em mdf. Difícil eu passar um dia sem visitar o blog da Condor e não encontrar alguma dica valiosa.

parceria condor

Na imagem que que eu postei, orgulhosamente, é possível ver o nome do meu site no roll de blogs parceiros. Ao lado, na barra lateral da direita, vocês encontram o logo da Condor com o link para o blog. O endereço já está entre os sites recomendados aqui no Ateliê. Para quem ainda não entrou ou não sabia da existência deste site tão agradável e muito útil, peço que visitem e viagem no mundo colorido e informativo da Condor. Tenho certeza que sairá de lá com alguma informação importante ou ideia para pôr em prática.

Iara Capraro

Padrão

iara

A personalidade criativa de hoje é Iara Capraro, uma professora de pintura decorativa e artesã maravilhosa que reside em Porto Alegre. Eu me inspiro muito nas ideias de Iara, suas dicas são maravilhosas. A caixa de onça e de animais da savana que vocês podem ver em ‘Produtos à venda’, aqui no Ateliê, foram feitas a partir de uma ideia de Iara, que utiliza barbante colorido para decorar o mdf. A artista é dona da marca de produtos artesanais Daiara. O nome Daiara surgiu a partir de suas alunas, de tanto se referirem às técnicas “Da Iara”.

Para quem está ingressando no mundo do artesanato, observar Iara e suas técnicas é muito estimulante. Nem sempre temos tempo e dinheiro para tomar cursos e a internet é um grande veículo de aprendizado. O pouco que sei sobre pintura e artesanato, até agora, é fruto das minhas pesquisas pela internet. Para entrar no mundo de Iara você pode acessar dois links. O site www.criatividadesemlimites.com.br e o seu canal no you tube.

Abaixo, um vídeo para que vocês sintam o gostinho e vão atrás. Como eu coloquei no post anterior uma arte francesa que fiz para a minha sobrinha, resolvi colocar um vídeo da Iara utilizando esta técnica. Assim, é possível ter uma dimensão maior de como é feito uma peça em arte francesa. É muito legal!

Arte francesa – Menina rezando

Padrão

Hoje eu trago um passo a passo em arte francesa. Uma técnica muito legal, com um resultado muito bonito. Minha primeira tela em arte francesa foi para a minha filha, mas desconfio que eu fiz mesmo é uma tela em 3D, já que a arte francesa é a técnica na qual imagens iguais são sobrepostas para criar um efeito que salta da tela. Claro, não deixa de ser 3D, mas na arte francesa temos vários planos e não somente um.

Bom, vamos aos passos.

PASSO 1

100120131061 100120131062

Primeiro é selar a peça. Como vou usar cores claras, passei a base branca duas vezes intercalando a secagem. depois passei mais duas demãos de tinta PVA branca para deixar a peça bem encorpada, branquinha. Esse pincel maior, com cabo laranja, eu usei para dar uma varrida na peça, já que ela vem sempre com um pozinho. Depois de dar as demãos de base, lixe a peça e limpe.

PASSO 2

120120131075

Depois de passar o branco eu comecei a pintura. Na parte externa eu usei o Rosa Penélope da Daiara e dentro o Rosa Menina, também da Daiara. Notem esses arabescos em alto relevo. Eu esqueci de tirar a foto, mas usei uma tinta relevo branca, esperei secar, e passei o rosa por cima.

PASSO 3

120120131074  110120131067

Na primeira imagem está o papel que escolhi. Achei esse papel bem bonito. O legal é você pegar um mínimo de 5 folhas para que o trabalho saia bem bonito, já que serão diversas camadas. A primeira sempre é o papel inteiro, colado no fundo. Não passe uma quantidade excessiva de cola porque o papel enruga muito. Depois de prendê-lo, passe um pano macio por cima para tirar as bolhas de ar que surgirem. Aí depois é você utilizar as outras folhas para criar as camadas. Neste trabalho eu usei 8 folhas. Na outra imagem eu comecei a recortar as cortinas. É um trabalho minucioso, que tem de ser feito com calma e tempo, mas é muito gostoso!

PASSO 4

130120131077

Depois de colar os elementos, na última imagem a ser colada de cada gravura, utilize um boleador. O boleador deixa a figura arredondada, dando um efeito bem legal. Vire a figura (essa é a cortina) em cima de um lugar macio e passe o instrumento. Depois cole. Para sobrepor as imagens utilize pedaços de isopor ou outro material, como fita banana por exemplo. Caso utilize o isopor (como eu neste trabalho), não cole-o com com a cola à base de água porque vai fazer bolha. Passe o silicone, que não tem água. Recorte vários pedaços de isopor para prender na figura e depois cole a outra por cima. Assim vão surgindo as camadas em relevo.

PEÇA PRONTA

AF- Menina Rezando

Depois de sobrepor todas as imagens, eis a peça pronta. Pintei umas flores dentro e fora. Passei o verniz na parte exterior e pronto. Infelizmente a foto não mostra o relevo de forma tão explícita quanto de perto, já que a fotografia achata a imagem. Mas acho que é possível perceber de leve, né?

É isso. Espero que tenham gostado!

Qualquer dúvida é só escrever ou ligar!!!

Abraços em todos!

Espelhos com pastilhas de vidro

Padrão

Minha mãe comprou 4 espelhos de 20 cm x 20 cm e resolveu colocar em um canto da sala que estava vazio. Eu gosto de espelhos porque, além de ampliarem o ambiente, podem ser um objeto de decoração bem legal! Os 4 espelhinhos foram colocados, mas parece que faltava alguma coisa. Aí eu fui para casa e comecei a pensar o que poderia valorizá-los. Logo me veio à mente os quadros com pinturas. Claro que o mais importante da obra é a obra em si, mas uma moldura pode e certamente vai valorizar mais ainda aquela bela tela.

Estava eu passando pela Tend Tudo em busca de um espelhinho para uma caixa porta-maquiagem (aquela das tulipas que está no link passo a passo), quando dei de cara com diversas placas de pastilhas. A lâmpada da ideia foi acesa em cima de minha cabeça! Comentei a ideia com minha mãe e ela gostou. Uma placa dessas, que vem mais de 100 pastilhas, custa apenas R$ 17, 39. Claro, existem diversos materiais, tipos de pastilhas, marcas, etc, o que faz variar o preço. Estas são de vidro, da empresa Embramaco, e possuem uma qualidade muito boa.

120120131068  120120131073

Retirei com cuidado os espelhos já presos (mas notem que mesmo assim eu arranquei o reboco e tive que passar cimento branco para tapar). Logo em seguida decidimos como as pastilhas seriam colocadas. Decidimos por losangos. Depois é só colar uma por uma (momento de tensão) com a cola apropriada. Eu usei a Tek Bond, que é muito forte, resistente. Dei uma vacilo e em 1 segundo meu dedo estava preso no pano que coloquei na mesa da sala para proteger o móvel e os espelhos. Depois é só colocar os adesivos que já vieram com os espelhinhos. Mas caso você compre espelhos ou outro tipo de objeto, como uma tela mesmo, eu recomendo a Fixa Forte, da 3M. Mas, claro, exitem outras marcas e opções.

120120131069 120120131070 120120131071

Pronto, depois da medição com fita métrica e lápis, foi só colar no lugar certinho. E…tá aí. Acho que as pastilhas valorizaram os espelhinhos.

120120131072

O que vocês acharam?

Caixinha guarda-fotos

Padrão

Estava com esta caixinha de bobeira aqui. Eu tinha pintado de preto e ia fazer uma pintura bauer, uma técnica alemã (mais sobre ela em outro post). Mas na primeira tentativa eu não consegui o efeito desejado. Apaguei a pintura e passei o preto novamente. Aí surgiram mais dois trabalhos. Foi então que resolvi dar outro destino à caixa, que tem o tamanho exato de uma fotografia 10 x 15.

Ficou assim:

110120131065 110120131066

Não está à venda. Resolvi ficar para mim. Já até guardei umas fotos. Essa tirei lá de cima, perto do Elevador Lacerda!

Abraços em todos!